sábado, 23 de julho de 2011

Eric Clapton confirma show extra no Rio de Janeiro

A produtora XYZ confirmou um show extra de Eric Clapton no Rio de Janeiro, no dia 10 de outubro, também no HSBC Arena. Os ingressos para apresentação do músico no dia 09 de outubro se esgotaram em dois dias após início das vendas.

Os ingressos para o show de São Paulo já estão à venda e para o show de Porto Alegre, as vendas se iniciarão no dia 29 de julho.

Em sua última passagem pelo Brasil, em 2001, o músico tocou no estádio do Pacaembu com a turnê do disco “Reptile”, de 2001.

Mötley Crüe: "somos os últimos astros do rock"

Traduzido por Samuel Coutinho | Em 22/07/11 | Fonte: RochesterCityNewspaper.com. | Retirado do Whiplash

Frank Blase do RochesterCityNewspaper.com conduziu uma entrevista com o vocalista do MÖTLEY CRÜE, Vince Neil. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

RochesterCityNewspaper.com: Depois de 30 anos, o que o Mötley Crüe vem mostrando em seus shows?

Vince:  Bem, se você olhar ao redor, não é só os fãs que cresceram com a gente, mas tem crianças de 12 e 13 anos de idade com camisetas do "Shout At The Devil". Nosso público é bastante diversificado, desde advogados a motociclistas. As crianças sobem nos ombros dos pais para viverem essa experiência. Também tem muitas garotas, acredito que mais do que caras. De qualquer maneira estamos enchendo esses lugares, assim como sempre fizemos.

RochesterCityNewspaper.com: O que você acha que faz o Mötley Crüe durar?

Vince: As pessoas, elas gostam de falar sobre nós. Pessoalmente somos um bando de idiotas, e juntos somos um grupo de idiotas loucos.

RochesterCityNewspaper.com: Grandes idiota que sobreviveram até hoje.

Vince:  Exatamente. E quando nós quatro nos reunímos, acontece a mágica, quando nós vemos nosso fãs curtindo o nosso som... Parece que eles se esqueceram que já se passaram 30 anos. Eu ainda me sinto como se estivéssemos tocando no Whisky A Go-Go. Ainda somos os mesmos caras.

RochesterCityNewspaper.com: Além de projetos paralelos e outras atividades, o que o Mötley Crüe não fez ainda?

Vince: Nós praticamente já fizemos de tudo. Quero dizer, nós não queremos mudar de estilo. O Mötley Crüe é o Mötley Crüe. Nós só vamos continuar fazendo discos e turnês. Planejamos fazer o Crüe Fest 3, para apresentar novas bandas.

RochesterCityNewspaper.com: Qual é o conselho que você dá para as bandas novas que estão surgindo?

Vince: As banda devem se dedicar, fazer shows, e se expressar mais. Foi assim que começamos. Quando as pessoas deixam um show do Mötley Crüe, elas saem falando: "Porra, é disso que eu tava falando". Mas se você sair por aí tocando qualquer coisa, pode ser bom para algumas bandas, mas não é uma atitude rock 'n' roll.

RochesterCityNewspaper.com: Por que você acha que são as última estrelas do rock?

Vince: É estranho. Várias bandas não se importam mais. Eles não se preocupam com imagem, não se preocupam com a maneira que elas são vistas, não se importam com a postura em um show. Isso é entretenimento, e elas andam no palco vestindo as mesmas coisas de antigamente. Isso faz com que elas percam a magia de ser uma estrela do rock. Eu acho que você está certo, somos os últimos astros do rock.
Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo.

http://www.rochestercitynewspaper.com/music/articles/2011/07/MUSIC-INTERVIEW-Mot...
Fonte desta matéria (em inglês): RochesterCityNewspaper.com.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Rage Against the Machine diz que pode fazer seu último show no próximo dia 30





O Rage Against concedeu uma entrevista para a rádio de Los Angeles para falar sobre o festival LA Rising,que acontece no próximo dia 30 de julho, porem no fim da entrevista a banda surpreendeu a todos ao anunciar que esse deve ser o último show da história do Rage Against The Machine.
Vale ressaltar Zack De La Rocha não participou da entrevista.

Fonte: Reduto do Rock

Vince Neil: "A treta é entre Nikki e o Poison, não minha"

Conforme publicado no Lokaos.Net  o jornal estadunidense Pittsburgh Post Gazette entrevistou o frontman do Mötley Crüe, VINCE NEIL para sua edição de hoje, 21 de julho, e o indagou sobre diversos tópicos sempre pendentes quando o assunto é o Crüe: a briga com o Poison, a que passo está a adaptação cinematográfica de ‘The Dirt’, os planos para um novo disco, etc.
E como sempre, Vince não sai pela tangente e armado com sua costumeira sinceridade, respondeu a tudo com franqueza e detalhes.
O que segue agora é uma tradução da entrevista realizada pelo jornalista Scott Mervis:

Vocês [Mötley Crüe] vão tocar em um local de shows novo, a Stage AR para cerca de 5,500 pessoas, então vai ser algo mais reservado.

Ah é? Seria o menor lugar que tocaremos na turnê então. Eu espero que possamos encaixar toda nossa produção lá.

Não tem havido uma grande relação entre o Motley e o Poison. Como isso tudo aconteceu?

Bem, isso não é necessariamente verdade. Era só uma coisa que o Nikki tinha com o Poison. Eu tenho sido amigo de Brett por muitos anos. Eu não tenho nada contra eles, mas por alguma razão, Nikki tinha. Eu não sei do que se trata.

As duas bandas têm se dado bem?

Bem, sim. Claro. Quando vocês estão em turnê juntos, não é como se vissem. Não ficamos numa sala grande antes do show. Chegamos lá em horários diferentes. Eu não chego até que o Poison já esteja no palco, e eles geralmente já se foram quando saímos do palco.

Você já assistiu à banda de abertura [New York Dolls] nessa turnê, e você pode me dizer que tipo de influência eles foram sobre você em sua criação?

Bem, se você ler nossa biografia, você verá que o New York Dolls foi uma de nossas maiores influências quando começamos. Nós meio que roubamos o visual deles, a imagem deles, e se você ouvir às faixas de nosso primeiro disco, você pode ouvir muito de Dolls ali. Eu vi o primeiro show de todos em Dallas [nessa turnê]. Eu achei que eles foram ótimos.

Discos não vendem muito hoje em dia, mas parece que ‘Saints of Los Angeles’ foi um sucesso. Você ficou feliz com o resultado de tudo?

Eu amo o disco. Eu acho que é um de nossos melhores discos. Nós tocamos ‘Saints of Los Angeles’ nessa turnê. As pessoas amam. Elas sabem a letra e tal, então foi um bom disco. Agora é hora de seguir em frente.

Vocês nunca tiveram os críticos do lado de vocês, mas parece que eles estão passando aos poucos pro time de vocês..

Ah, eu não sei. Alguns sim, outros não. Alguns são sempre os mesmos. A banda tem tocado maravilhosamente toda noite. Não tivemos nenhum show ruim. Mas você sabe, as pessoas sempre querem escrever merda sobre nós. E é desse jeito Ninguém da banda ta pouco se fudendo sobre o que os críticos têm a dizer, porque, na verdade, trata-se do que os fãs dizem.  Você tem essas redes sociais – Twitter e Facebook – onde milhares de pessoas dizem que somos um show incrível, que soamos muito bem, e é isso que importa. Não algum idiota que nem foi ao show, mas escreve uma resenha sobre ele e como o show foi péssimo.

Vocês vão tocar nessa casa de shows uma noite depois do Slayer. Nos anos 80, vocês dois foram alvos do PMRC [Parents Music Resource Center]. Como você olha pra isso hoje em dia, e no final isso acabou ajudando vocês, mais do que prejudicando?

Bem, com certeza. Uma vez que tínhamos aquele adesivo do PMRC no disco, as vendas dispararam cem por cento. Então eles na verdade pioraram a coisa, porque os jovens queriam comprar qualquer coisa com um aviso. Isso na verdade ajudou as bandas.

Há planos pra um próximo disco?

Bem, vamos estar em turnê até o outono do ano que vem. Nós acabamos de começar. Estamos na estrada faz três meses. Temos muito pela frente, então o disco é a última coisa em que estamos pensando agora.

Tem alguma coisa rolando com o filme baseado em ‘The Dirt’?

Não temos nada a ver com aquilo. Ele foi comprado pela Paramount Pictures quando o livro foi lançado. E tem mais de 10 anos. Se eles decidirem fazer um filme, fizeram. Se decidirem por não, então não. Isso não está sob nosso controle faz anos. Se eles o fizerem, ótimo, se não, eu não me importo. Não faz diferença pra mim.

Do modo que as turnês rolam agora, em termos de comportamento nos bastidores, haveriam coisas que seriam acrescentadas a ‘The Dirt’?

Você está comparando coisas que aconteceram quando nós éramos uma banda iniciante. É isso que as pessoas parecem esquecer. Todas as bandas principiantes fazem exatamente a mesma coisa que fazemos em ‘The Dirt’, mas as pessoas amam o fato de termos falado sobre isso. Você não pode achar que isso ainda acontece. Nikki tem filhos, Tommy tem filhos. É diferente. O que importa é estar no palco, mas não o que fazemos depois do show.

Você está tão animado em estar excursionando como sempre esteve?

Ah sim. Mesmo quando o Mötley não está na estrada, eu estou com minhas bandas solo, então eu realmente não tenho tirado férias desde, tipo, 2003. Eu amo a estrada.

Eu soube dessa história a respeito de que você fez comentários críticos sobre Nikki em seu livro, e daí ele twittou que você não teria escrito o livro. O que rola com isso?

Não, não rola nada, porque é a primeira vez que ouço falar nisso. Obviamente, você não pode escrever um livro sem escrevê-lo. Me entende?

Alguma coisa lhe vem à mente sobre tocar em Pittsburgh?

É sempre uma excelente platéia. Nós sempre nos divertimos muito. Eu amo a cidade. Eu acabei de estar aí fazendo algo logo antes de entrarmos em turnê. E eu sou torcedor do Steelers, então, é isso. Eu na verdade estive aí na noite da grande tempestade com os Dolphins jogando. Eu ia cantar o hino nacional naquela noite.

Como você se tornou torcedor do Steelers?

Eu apenas gosto do time. Eu sou fã do Steelers e do Miami. Sendo de Los Angeles, não há realmente um time pra se torcer. E eu moro em Vegas, então, uh, tenho sido torcedor já faz um tempo.

2º disco do Chickenfoot sai em setembro com o título Chickenfoot III

Embora o título seja 'Chickenfoot III', esse será o segundo álbum do Chickenfoot, banda que conta com Sammy Hagar (vocal), Michael Anthony (baixo), Joe Satriani (guiarra) e Chad Smith (bateria). O lançamento mundial está agendado para o dia 27 de setembro.
A data inclui o Brasil, onde o trabalho chega via Hellion Records. A gravadora anunciou que será disponibilizada uma edição especial, além de também disponibilizar o disco de estreia deles, o homônimo de 2009.
Pouco mais de um mês antes de 'Chickenfoot III' sair a banda divulgará o primeiro single, a faixa 'Big Foot', que começa a circular pela mídia a partir de 2 de agosto. Dois teasers foram divulgados, um deles é o que você confere a seguir:

quarta-feira, 20 de julho de 2011

The Strokes já trabalham em novo disco


O baixista dos Strokes revelou que a banda está de volta ao estúdio. O último álbum, Angles, ainda cheira a novo (chegou às lojas em Março deste ano) e está agora a ser apresentado ao vivo, mas os norte-americanos já começaram a trabalhar no próximo.
“Já regressámos [ao estúdio] algumas vezes. Sempre que temos algumas semanas de descanso, gostamos de voltar ao estúdio para ver como as coisas progridem”, disse Nikolai Fraiture, em entrevista à britânica NME.
Mas os Strokes têm alguma urgência para fazê-lo ainda durante a turnê do novo álbum? “Não me parece que seja ‘urgente’, no sentido de nos fazer sentir empurrados. É ‘urgente’ porque queremos trabalhar em música e manter o ritmo que temos conseguido até agora”, explicou.
A surpresa reside no fato de Angles ter demorado cinco anos a chegar a público (First Impressions of Earth, o álbum anterior, é de 2006) e agora, em poucos meses, os Strokes terem regressado tão cedo ao trabalho.
Nikolai Fraiture sublinhou que a banda vive um bom momento: “Todos estamos nos dando muito bem, viajando juntos, há uma boa vibração”.

Queen: biografia autorizada será lançada em outubro

Conforme noticiado no site da Revista Guitar Player o Queen ganhará uma biografia autorizada que será lançada no próximo dia 3 de outubro (Reino Unido). O livro escrito pelo experiente jornalista Harry Doherty se chamara  '40 Years of Queen' . O material contará a história da banda com texto e imagens variadas de arquivo (credenciais de camarins, pôsters raros, manuscritos de letras, itinerários de turnês, cartas escritas a mão, edições limitadas de alguns álbuns, convites das famosas festas que eles promoviam em suas turnês, etc). Também haverá um CD com uma entrevista de 1977 com os quatro membros – Freddie Mercury, Brian May, John Deacon e Roger Taylor – à rádio BBC.

"Harry é uma das poucas pessoas em que confio para contar a verdade", disse May, que garantiu ter feito tal comentário sem ter lido o livro. "Eu provavelmente não irei concordar com tudo o que ele escreveu, mas sei que tudo vem de um lugar de boa-vontade e de um espírito de compartilhar suas emoções – ele nunca perdeu seu entusiasmo juvenil. E tenho certeza de que você será capaz de perceber isso. Na verdade, Harry me pediu, especificamente, para dizer que suas palavras são para essa publicação pretendem ser como uma festa aos fãs, de puro prazer".

Fonte: Revista Guitar Player

Iron Maiden: Bruce Dickinson recebe doutorado em música

 Por Carlos Alberto de Oliveira e Nathalia Plá | Em 20/07/11 | Retirado do Whiplash

O frontman e vocalista do IRON MAIDEN, BRUCE DICKINSON, recebeu um doutorado honorário em música pela Queen Mary University de Londres, no dia 19 de julho. Ele foi apresentado pelo Professor David Baker, do centro de Neurociência e Trauma. A honraria foi cedida em virtude da grande contribuição de Dickinson para a indústria musical.
A Queen Mary é uma das maiores universidades do Reino Unido, se destacando em pesquisas e oferecendo uma ampla gama de cursos nas áreas de humanas e sociais, medicina, odontologia, ciências e engenharia, com mais de 14.000 estudantes de graduação, 2.000 estudantes de pós-graduação e 3.000 funcionários.
Dickinson se formou em história pela mesma universidade em 1979. Seus pais queriam que ele fosse para o exército, mas ele disse que preferia se formar antes. "Isso era o que eles queriam ouvir, e foi a minha desculpa," ele mais tarde confessou. "Quando eu cheguei lá eu comecei imediatamente a procurar e tocar em bandas."
O multi-talentoso Dr. Dickinson é não apenas vocalista e compositor, autor de livros, autor de roteiros para cinema, apresentador de TV, mas também campeão de esgrima, empresário e piloto comercial.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Faith No More tocará no SWU

Mais uma atração de peso foi confirmada no SWU, estamos falando da banda americana de rock Faith No More que foi anunciada nesta terça-feira (19). A confirmação veio pelo Twitter oficial do evento, que será realizado entre os dias 12 e 14 de novembro, em Paulínia, cidade do interior de São Paulo.

Formado em 1981, em São Francisco, o grupo atravessou três décadas e ganhou fama com álbuns como "Introduce yourself" (1987), "Angel dust" (1992) e "King for a day... fool for a lifetime" (1995). Liderado pelo vocalista Mike Patton, junta-se na programação do SWU a Sonic Youth, Snoop Dogg, Black Eyed Peas, Peter Gabriel, Megadeth e Damian Marley. James Murphy (ex-líder do LCD Soundsystem), Sven Väth e Frankie Knuckles são os nomes já anunciados na tenda eletrônica.

O primeiro lote de ingressos começou a ser vendido no último dia 11, pelo site www.ingressorapido.com.br. As vendas pelo telefone (4003-1212) funcionarão de segunda a sábado, das 9h às 22h, e nos domingos e feriados das 11h às 22h. Os ingressos também podem ser adquiridos em 67 pontos de venda espalhados pelo Brasil (veja endereços). Desta vez, o SWU terá quatro palcos e cerca de 70 atrações em uma área quatro vezes maior que a fazenda Maeda, em Itu, que recebeu a edição passada. São esperadas 70 mil pessoas por dia.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Paramore lança clipe de "Monster"

O Paramore divulgou clipe novo, referente à faixa "Monster", que compõe a trilha sonora de Transformers: O Lado Oculto da Lua este é o primeiro video oficial da banda deste a saida dos irmãos Farro.




Documentário que registra explosão do grunge será lançado em DVD


Conforme noticiado no Portal G1 o documentário "1991: the year punk broke", que conta de como o Grunge passou de apenas figurante para carro-chefe do rock mundial, será finalmente lançado em DVD. Dirigido por David Markey, o filme chega ao mercado internacional no dia 6 de setembro como parte das comemorações do 20º aniversário da turnê que originou a produção.
Fora de catálogo há anos, o longa mostra a bem-sucedida excursão europeia das bandas Nirvana, Gumball, Dinosaur Jr., Babes in Toyland e Sonic Youth, além dos Ramones, em 1991. Todo o material filmado, que inclui cenas exclusivas de shows, bastidores e entrevistas, foi restaurado e remasterizado.
O destaque são os 65 minutos extras e inéditos acrescidos ao relançamento, com destaque para performances do Nirnava ("In bloom") e Sonic Youth ("White cross", "Eric's trip" e "Inhuman").

Diamond Baby: assista a estreia da nova banda de Matt Sorum

Materia Retirada do Whiplash

O baterista Matt Sorum (GUNS N' ROSES e VELVET REVOLVER) formou uma nova banda chamada DIAMOND BABY. No novo grupo Sorum atende pelo nome Baron Von Storm, e atua ao lado de sua namorada de longa data, Ace Harper (Ace Of Diamonds) nos vocais, Lisa The Lover nos teclados, Mr. Fitz no baixo e Duke Oz na guitarra.
O clipe de apresentação da banda, "The Last Rockstar", com participações de Jane Lynch, Juliette Lewis, Verne Troyer e Lemmy Kilmister, pode ser assistido abaixo.

 

Para mais informações visite o site abaixo.
http://www.diamondbabyband.com.

Red Hot Chili Peppers apresenta novo single

Os americanos do Red Hot Chili Peppers divulgaram de maneira oficial o seu novo single nesta segunda-feira (18). A faixa 'The Adventures of Rain Dance Maggie',  fara parte do album 'I'm with You' que será lançado no proximo dia 26 de agosto.



O primeiro trabalho desde 'Stadium Arcadium' (2006) marca também a nova formação do quarteto. O guitarrista Josh Klinghoffer assumiu o lugar deixado vago por John Frusciante no final de 2009. No mais, continuam os mesmos Anthony Kiedis (vocal), Flea (baixo) e Chad Smith (bateria).

Alem de The Adventures of Rain Dance Maggie', as seguintes faixas estarão no novo álbum da banda

1 - "Monarchy of roses"
2 - "Factory of faith"
3 - "Brendan’s death song"
4 - "Ethiopia"
5 - "Annie wants a baby"
6 - "Look around"
7 - "The adventures of rain dance Maggie"
8 - "Did I let you know"
9 - "Goodbye hooray"
10 - "Happiness loves company"
11 - "Police station"
12 - "Even you Brutus?"
13 - "Meet me at the corner"
14 - "Dance, dance, dance"