quarta-feira, 25 de julho de 2012

Coletânea dos Beatles traz prefácio de Dave Grohl

Foi lançado, exclusivamente no iTunes, a compilação Tomorrow Never Knows. O trabalho reúne 14 faixas que estão entre as mais roqueiras dos Beatles. Acompanha a coletânea um texto escrito por Dave Grohl, funcionando como uma espécie de prefácio. Eis a nota:

Se não fosse pelos Beatles, não teria sido um músico. Simples assim. Desde muito jovem, fiquei fascinado com suas músicas. Com o passar dos anos, mergulhei no catálogo. O groove e a fanfarronice. A graça e a beleza. A escuridão e a luz. Eles pareciam ser capazes de tudo. Não havia barreiras. Essa liberdade parecia definer o que conhecemos hoje como Rock and Roll.

Recentemente mostrei a minha filha Violet, de 6 anos, o brilhante filme Yellow Submarine. Foi sua introdução aos Beatles e ela instantaneamente se mostrou fascinada da mesma forma que eu quando os descobri pela primeira vez. Queria saber seus nomes, os instrumentos que tocavam, quem cantava em qual música, etc, etc, etc… Me deixou incrivelmente feliz e orgulhoso! Com o passar dos dias ela sabia todos os versos e refrães de cada canção. Mas uma se destacava…

“Hey Bullldog” não é um dos grandes hits. É o que alguns considerariam obscura. Mas é um Rock essencial. A linha de baixo, a marca tradicional de Ringo, a guitarra distorcida e o som que apenas a garganta de Lennon poderia produzir. Faz sua cabeça mexer, seu quadril sacudir. Quando John canta “If you’re lonely you can talk to me!” é de acalmar o coração, como se finalmente tivesse encontrado algo em que acreditar. É cru e real, 100% Rock and Roll atemporal…

De geração a geração, os Beatles permanecem como a banda mais importante de todos os tempos. Pode perguntar a Violet.

Fonte: Van do Halen